Pular para o conteúdo principal

Postagens

Destaques

O Inferno
O inferno nada mais é do que a pura solidão Caminhar por estradas confusas Vislumbrar sorrisos obtusos Sonhar com terras ermas E acordar nos seios da escuridão O inferno nada mais é do que a pura solidão
A solidão dos moribundos A solidão dos eternos amantes A solidão das mentes brilhantes
O inferno nada mais é do que a pura solidão De acordar num leito vazio privado da tua doce mas infernal presença Que aquece mentes brilhantes E nos torna eternos amantes O inferno nada mais é do que a pura solidão
A solidão dos moribundos A solidão dos eternos amantes A solidão das mentes brilhantes
O inferno nada mais é do que a pura solidão Então sou visto como um moribundo Abandonado neste inferno Sentado na escuridão

Últimas postagens